Adiar os sonhos, nem pensar…
| |
Em algumas épocas da vida, seja por questões pessoais ou por questões politicas e econômicas.
Importante ter bom senso e buscar a  quietude mental possibilitando adiar um pouco nossos sonhos.
As vezes surgem situações e percebemos que as coisas não andam bem e nem conspiram ao nosso favor. 

Mas usar a criatividade, ter força de vontade e planejamento para contornar certas situações, torna o adiamento algo prazeroso e preparatório.
 
Vou compartilhar com vocês uma matéria que me chamou a atenção e no final do post explico por quê.
 
Minha visão
A minha admiração por pessoas mais velhas, vêm da infância. Eu sempre acompanhei minha avó em tudo e a presença de pessoas mais velhas foi inevitável. Isso nunca foi um problema, eu sempre me encantava e até hoje me encanto com as experiencias, as superações e o modo de ver a vida de algumas pessoas com idades avançadas.
 
Introdução

Visitando o blog A felicidade é o Caminho, li a inspiração de Tao Porchon-Lynch –  praticante de Yoga e dançarina. Seus 97 anos não intimidam seus passos e suas asanas.
Lições de vida apreciadas por Tao Aprecia as pequenas alegrias do dia-a-dia;– Tem em mente que a palavra “adiar” é um erro. Começa a fazer algo pelos teus sonhos, hoje!;– Come sempre bem e devagar e, se possível, come fruta logo de manhã;– Respira fundo várias vezes ao dia;– Escolhe um tipo de exercício físico que te apaixone e pratica-o todos os dias, ou com a maior frequência possível.



Na integra:


Vidas inspiradoras: Tao Porchon-Lynch, paixão e prática de yoga aos 97 anos

Só há uns poucos dias conheci a história de Tao Porchon-Lynch e passei a admirá-la enquanto pessoa. O lema no seu site diz muito de si mesma: “There is nothing you cannot do” (não há nada que não possas fazer).

A verdade é que esta senhora de idade avançada (97 anos), não deixa que isso afecte os seus objectivos de vida. Todos os dias, faz algo pelos seus sonhos. A idade? Segundo ela, é um mero pormenor.

O yoga é a sua paixão, o seu propósito de vida, pelo que todos os dias se exercita. Dá ainda aulas de yoga, filma e partilha vídeos com exercícios, participa em workshops e conferências e ainda se dedica à dança (paixão que decidiu seguir aos 87 anos), entrando inclusive em competições. Entrou também para o livro de Recordes do Guiness como a mais velha professora de yoga do mundo.

Tudo começou há mais de 90 anos, quando numa praia viu um grupo de miúdos a praticar yoga. Ficou fascinada! Mas na altura era muito pequena e os pais disseram-lhe que aquele, era um desporto só para rapazes. Mas Tao ficou com imensa vontade de aprender mais sobre yoga e aos 8 anos (ajudada por um tio, amigo de Ghandi), começou a aprender e a praticar. Desde então, o yoga tem sido o propósito da sua vida.

Quais as lições de vida que Tao Porchon-Lynch, tem para nós? Coisas simples, mas que fazem muito sentido!
– Aprecia as pequenas alegrias do dia-a-dia;
– Tem em mente que a palavra “adiar” é um erro. Começa a fazer algo pelos teus sonhos, hoje!;
– Come sempre bem e devagar e, se possível, come fruta logo de manhã;
– Respira fundo várias vezes ao dia;
– Escolhe um tipo de exercício físico que te apaixone e pratica-o todos os dias, ou com a maior frequência possível.

Fonte: Blog manualdafelicidade.blogspot.com.br

Minha intenção

Compartilhei por quê:

  • Forçar um “acorda”
  • Parar de reclamar da vida, 
  • De achar que não dá mais tempo de realizar um sonho;
  • Bons exemplos são sempre uma injeção de animo e de coragem;
  • Nunca é tarde para começar.
#curticompartilhei com Fernanda Reali, acompanhem semanalmente essa e outras postagens interessantes e compartilhadas.
 

  1. Responder
    set 15, 2015

    Adorei, acho que estava mesmo precisando ler isto.
    Eu já aprecio as pequenas coisas da vida, pequenas coisas já me fazem muito feliz como assistir um filme com o namorado e comer pipoca ou tomar o café quentinho da tarde batendo papo com minha mãe… Enfim, o que me falta é dar mais sentido a vida, praticar algum esporte que me dê prazer, não consegui ficar por muito tempo na academia rsrsrs Também tenho o sonho de ter o meu lar, um atelier decente para trabalhar com minhas artes e estudar… Vou em busca de tudo isso com mais ânimo. Beijos

Casa e Natureza, por Cristiane Meloni © 2016 - Design por Susan Santos e Codificação por Sara Silva